As emoções têm um papel importante na percepção da dor. Podem aumentar ou diminuir os limiares da dor, em interessantes e complexos processos, que envolvem a área pré-frontal, o sistema límbico e o hipotálamo.

Situações de ansiedade prolongada no tempo podem aumentar a sensibilidade à dor.

Uma situação de stress elevado pode levar a situações em que não se sente dor (muitas vezes são relatados casos desse tipo em soldados envolvidos em combate).

O medo associado à antecipação de uma sensação dolorosa pode aumentar a dor (quando alguém tem medo de injecções, isso é evidente).

Projecto Dor

imm_75

 

Financiado por: