Dentro da complexidade dos processos relacionados com a Dor, os processos relacionados com a sua inibição são igualmente complexos e actuantes em várias áreas. Por exemplo, quando sinais associados à dor chegam ao cérebro são libertadas endomorfinas e encefalinas que atenuam a passagem dos impulsos eléctricos. Os processos de analgesia por medicamentos são semelhantes e actuam com substâncias do mesmo tipo.

As principais substâncias analgésicas são os salicilatos, os opióides e as drogas narcóticas sintéticas, como o demerol.

Outras substâncias, actuantes a nível do sistema nervoso (antidepressivos ou anticonvulsivos), são também utilizadas no controle da dor.

Projecto Dor

imm_75

 

Financiado por: